Gostas mais do papá ou da mamã?

É difícil explicar como acontecem as coisas. Não posso dizer que o sentimento é fácil porque não é claro, nem simples amar. Mas eu tento.



O meu pai e a minha mãe amavam-se. Durante anos nós os três fazíamos tudo juntos, mesmo que o meu pai trabalhasse fora, ele fazia parte do dia a dia, contávamos-lhe tudo, por telefone, por messenger e por carta, quando ele ficava muito tempo fora de casa achava que era a melhor maneira de nunca me esquecer do que lhe queria contar. Fomos de férias juntos, todos estes anos. Até que chegou um dia em que o meu pai me perguntou: "Se eu e a mamã não estivermos mais juntos com quem gostavas de ficar?". Eu tinha 12 anos, mas não tão ignorante para pensar que era uma pergunta sem nenhum fundamento. Ao chegar à casa, da escola, nesse mesmo dia perguntei a minha mãe se eles se iriam separar. Ela disse que não e eu acreditei, como sempre acreditei eu tudo o que ela dizia. Mas de noite, já na cama, ouvi-os discutir. Falavam do que tinham combinado, de falar daquele assunto juntos.
Lembro-me perfeitamente que passaram 16 dias, eu contei os dias pela que a notícia ia cair sobre mim depois da pergunta do meu pai, afinal de contas eu já esperava, mas só queria que não tivessem sido apenas 16 dias.
"Carinho, eu e o papá vamos separar-nos, mas não vamos deixar de gostar de ti. Vais ter duas casas..." e o discurso continuou como aquele que ouvimos e vemos nas séries, novelas e filmes onde há separações pacíficas. Assim foi, durante alguns dias questionei-me, andei triste, mas tive que mentalizar-me que iria ter duas casa, duas moradas, duas camas, duas vezes mais brinquedos, basicamente tive que pensar nas vantagens de ter os pais separados. Mas custou, custou imenso. Agora, sou mais velho, tenho 17 anos e ainda sinto a necessidade de ter uma casa, uma morada, uma cama, menos brinquedos e a presença dos meus pais na mesma casa.  Mas a vida é assim. Eu amo os dois e espero, com isto, nunca fazer o que eles me fizeram a um filho meu.

Comentários

  1. Gostei e vou voltar. Há sentimentos difíceis de mudar no tempo e pessoas que vivem o futuro com os olhos postos no passado. XD

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A máscara da Vida

A Carta